Projetos Frei Tito e Nelson Mandela

  • Direito à cidade e educação pautam movimentos por moradia popular

    A conquista de uma política pública habitacional por movimentos de moradia popular desafia a lógica citadina regida pelo mercado e especulação imobiliária. Cada casa erguida e ocupação legitimada têm como argamassa o direito à moradia e o direito à cidade

    Leia mais
  • Frei Betto alerta sobre risco histórico nesta eleição

    ELEIÇÃO DEMOCRÁTICA DO TERROR   Frei Betto   Ele nada entendia da situação real do país. Nem demonstrava interesse por ela, embora atuasse ativamente na política. Por isso não gostava de ser questionado, irritava-se diante das perguntas como se fossem

    Leia mais
  • MSTL e entidades organizam o Grito dos Excluídos em São Bernardo, dia 7

    A VIDA EM PRIMEIRO LUGAR!DESIGUALDADE GERA VIOLÂNCIA!BASTA DE PRIVILÉGIOS! Organizações dos movimentos populares e sindical realizam, nesta sexta-feira, 7 de setembro, o Grito dos Excluídos do ABC. O tema desse ano é “A vida em primeiro lugar” e o lema

    Leia mais
  • Legado de Mandela será debatido nessa sexta-feira, no MSTL

    Na próxima sexta-feira, 10 de agosto, a partir das 18h30, o MSTL promove uma Roda de Conversa sobre o Legado de Nelson Mandela, que completaria 100 anos no dia 18 de julho. A atividade acontece no Espaço de Formação Paulo

    Leia mais
  • Confira as listas de visitas ao terreno

    Neste sábado(21) as famílias dos Projetos Frei Tito e Nelson Mandela vão, pela primeira vez , visitar os apartamentos modelo que foram terminados da mesma forma que as famílias vão recebê-los na entrega das chaves. Este é um momento de extrema

    Leia mais
  • MSTL realiza encontro sobre a Filosofia do Bem Viver

    Com objetivo de aprofundar as ideias sobre como viver em comunidade, o MSTL realizou no último sábado (09), dentro do programa de formação dos Projetos Frei Tito e Nelson Mandela, um encontro sobre a Filosofia do Bem Viver. O “Bem

    Leia mais
  • Encontro vai debater Filosofia do Bem Viver na UFABC

    No dia 9 de junho, o MSTL - Movimento Sem Terra de Luta - realiza um encontro para debater a “Filosofia do Bem Viver”. Com apoio da UFABC - Proec e do Laboratório Justiça Territorial - LabJuTa, a atividade contará com as contribuições do

    Leia mais
  • 1
  • 2

Redes Sociais

TV MSTL

  • Nossa Gente - Lucas Peixoto
  • Gislene Santos
  • Thainá Décio
  • Dona Dedé
  • Severino
  • Namanda
  • Cátia
  • Zilmar
menino2

Lucas Peixoto

Militante do MSTL23 Anos

Quem está no MSTL desde as primeiras reuniões dos Projetos Frei Tito e Nelson Mandela, ainda debaixo da árvore do terreno, com certeza já se deparou com o sorriso cativante do nosso querido LUCAS PEIXOTO. Ao lado de sua mãe, a incansável Luíza, nosso jovem batalhador sempre está nas reuniões, atos e manifestações. Ele prova, com sua disposição, que é muito mais EFICIENTE que aqueles que se acomodam e não lutam por seus direitos. Com o Lucas não tem tempo ruim! Ele estuda, pratica esportes, namora... Não bastasse tudo isso, ainda é artista e gravou o CD “Lucas Peixoto - O Downzinho do Forró”. É assim que Lucas nos ensina que não é um cromossomo a mais ou a menos que vai nos impedir de sonhar, lutar e construir um mundo novo, onde não haja espaço para qualquer tipo de discriminação, nem de desculpas para que a gente não vá à luta por nossos direitos. Obrigado, Lucas!

 
image

Gislene Santos

Militante do MSTL desde 2014 32 Anos

O NOSSA GENTE deste mês apresenta a família de GISLENE SANTOS, a mãe da Hellen e do Luiz Henrique. Gislene tem 32 anos, é diarista e está no MSTL desde 2014. “Conheci o MSTL através de uma vizinha. Eu morava na rua do terreno e ela sabia da minha situação. Fui a uma reunião no terreno, tirei as dúvidas e, com muito receio, mas muita vontade, consegui participar. Eu era vítima de violência doméstica e o MSTL me ajudou a ver que eu era capaz de mudar de vida. O MSTL representa uma família pra mim, aprendi com todos que ter a moradia própria não é um sonho e sim um direito. Fazer parte do Movimento me faz amadurecer e acreditar num futuro melhor. Eu sou muito grata por ter entrado no MSTL, por acreditar que, sendo uma chefe de família, posso sim ter uma moradia e dar um conforto melhor para os meus flhos, coisa que eu jamais havia acreditado que podia. Eu aprendi muito e sou muito grata, pois hoje me sinto uma pessoa melhor.”

 
image

Thainá Décio

Militante do MSTL desde 2014 17 Anos

O quadro Nossa Gente está de volta e neste mês traz a força da juventude do MSTL.

Thainá Décio tem 17 anos, é estudante e participa ativamente dos grupos, atividades e lutas de nossa entidade. Filha da nossa querida Malfízia, Thainá foi uma das representantes dos Projetos Frei Tito e Nelson Mandela na atividade que marcou o início das obras, na UFABC.Vamos relembrar um pouco do que ela disse naquele dia histórico: “A juventude parece que está escondida no nosso projeto. Isso acontece quando a gente não tem ideia do que é a luta. Eu mesma não tinha. Quando os seus filhos tiverem consciência do tanto que já conquistamos, isso vai mudar, porque nós somos o futuro da nossa comunidade. (...) Nós vamos nos reunir, vamos debater o que queremos para nossa comunidade, porque ela é nossa também! A juventude vai fazer desse projeto a concretização dos sonhos de nossos pais, dos nossos irmãos mais novos e das gerações futuras”.

 
image

Dona Dedé

Militante do MSTL desde 2009 65 Anos

Este mês o Nossa Gente conversou com Maria Delidia de Oliveira, mais conhecida como Dona Dedé, de 65 anos, que está na família MSTL desde 2009. Natural de Pernambuco, integrante do grupo Antônio Conselheiro, participante ativa de nossos encontros e reuniões, ela exala simpatia e esperança ao falar do movimento. “Desde quando entrei no MSTL, o meu sonho da casa própria está cada dia mais próximo de se realizar, não deixo que ninguém de nossa família se desanime, temos que sempre ter boas esperanças. Eu digo aos meus companheiros de luta ‘Enquanto há vida, há esperança, tudo tem a hora certa’, e eu aguardo, ansiosamente, pelo dia que deixarei de pagar aluguel e entrarei em meu lar, minha casa, algo que eu pago e é meu . Participar do MSTL é uma benção em minha vida”.

 
menina3

Severino Cícero

Militante do MSTL desde 2012 

O ”Nossa Gente” apresenta uma das pessoas mais simpátias e participativas do nosso movimento: SEVERINO CÍCERO, casado, pai de uma filha de 16 anos e militante do MSTL desde 2012. Ele destaca a importância do movimento em sua vida: “Estou aprendendo muito neste período de luta pelo direito à moradia. São muitos enfrentamentos e desafios que, com união e organização, a gente vai conseguindo vencer”. Severino fez parte da primeira lista de aprovados pela Caixa e não esconde a alegria: “É uma emoção muito bacana, bem gostosa mesmo. Tenho orgulho de fazer parte deste projeto”.

 
menina3

Namanda Messias

Militante do MSTL desde 2014 21 Anos

Este mês, o “Nossa Gente” vai contar a história da mãe da Stela, a Namanda Messias. A coordenadora do grupo Dandara tem 21 anos e é Agente Comunitária de Saúde. Namanda está no projeto há pouco mais de um ano, mas já entrou de cabeça na luta! “Me apaixonei por tudo, pela luta, pelas causas, pelas pessoas unidas, pela organização e união em busca de um objetivo em comum”, afirma nossa coordenadora, que é muito participativa e presente em nossas atividades . Ela ainda complementa, “o projeto é de total importância pra mim, pois se trata de um dos meus maiores sonhos, que é a conquista do meu lar, a minha casa própria!”

 
image

Cátia Cristina Machado

Associada ao MSTL desde 2010 39 Anos

Cátia sempre participou de todas as atividades e mobilizações do movimento. Ela também é beneficiária do Projeto Nelson Mandela e coordenadora do MSTL. Está cursando Pedagogia e fará parte do Grupo de Educadores Populares que irão gestar a Creche Popular. De família humilde, sempre morou em comunidades de baixa renda, é chefe de família e mãe do Gustavo. “A luta pela sobrevivência sempre esteve presente na minha vida, e a conquista da moradia serviu para reforçar a certeza que tenho de que vale a pena lutar”.

 
image

Zilmar Moreira Santos

Militante do MSTL desde 2010 29 Anos

“No início, eu ia às reuniões e atividades, mas não participava da organização. Com o passar do tempo, me encantei com a luta e passei a ajudar na organização”, conta Zilmar. Hoje, ela que é beneficiária do Projeto Nelson Mandela,trabalha com as demandas sociais do MSTL e é coordenadora dos grupos Gandhi,Maria da Penha e Zumbi. “O MSTL para mim que moro de aluguel, foi e é a possibilidade da realização do sonho da casa própria. E o trabalho com as famílias é a concretização coletiva deste sonho, através da luta compartilhada com pessoas que, como eu, não teriam esta oportunidade se não fosse o Projeto Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal.”

 

Nossos Parceiros

  • Minha Casa Minha Vida - O programa do Governo Federal que permite que mais brasileiros realizem o sonho da casa própria.
  • 1
  • 2
  • 3

image

image

image