Nossos Projetos

Coletivo de Geração de Renda MSTLAs famílias organizadas nos Projetos Frei Tito e Nelson Mandela iniciaram a discussão sobre sustentabilidade durante as reuniões do Coletivo de Geração de Renda. Nossa equipe técnica organizou todo um processo de formação para que todos tenham condições de discutir quais projetos podem ser implantados na comunidade e quais ações podem ser introduzidas já no período de construção dos prédios e depois, durante a ocupação dos apartamentos.

Para contribuir, nosso coordenador Eduardo Cardoso preparou um texto, veiculado no Boletim Papo Reto, que reproduzimos aqui. Boa leitura!

 

A PALAVRA DE HOJE É...
SUSTENTABILIDADE
Vamos construir uma comunidade sustentável, baseada nos princípios do Bem Viver*

sustentabilidade MSTLEntendemos sustentabilidade como o modo de ver o mundo de maneira integrada, do ponto de vista social, econômico e ambiental. O nosso trabalho de abordagem será preparar a consciência de todas as famílias para mudanças de comportamento e atitudes que se traduzam num ganho de qualidade de vida em comunidade, de forma participativa e responsável. A metodologia participativa terá como abordagem a importância da colaboração de todos no saber aprender a viver em comunidade. O aprender a olhar o mundo de uma forma diferente terá como princípio que a educação, em conjunto com a informação, modifica o agir das pessoas, e pessoas mudam o mundo através de relações de harmonia e equilíbrio, sabendo que cada sujeito tem direitos e deveres, e que devemos reconhecer que a Mãe Terra, também tem direitos. Esta é a principal mediação do ponto de vista social.

Do ponto de vista econômico, a construção de um projeto de geração de emprego e renda terá como premissa uma gestão social que garanta beneficiar a todos na vida em comunidade. Os ganhos, entendidos como sobras, e não lucro, com os serviços e comercialização que forem organizados e viabilizados, sempre terão como objetivo a geração de renda para as pessoas envolvidas e para os custos de manutenção da comunidade. Chamaremos todas as iniciativas de Empreendimentos Econômicos Solidários, abominaremos a ideia de ter “patrão e empregado” ou exploração da força de trabalho. Tudo que for produzido e comercializado será para o bem comum.Apresentaremos diversas ideias e opção de como organizar estes empreendimentos, sempre de forma coletiva. Há, ainda, a possibilidade de organizarmos e constituirmos um Banco Comunitário com moeda própria e crédito popular para investimento em negócios autônomos. Podemos, também, organizar um catálogo com uma central para divulgar os diversos serviços e produtos ofertados por famílias do MSTL, que potencializariam a obtenção de renda de cada um desses empreendimentos.

Do ponto de vista ambiental, é possível organizar a horta e a feira de orgânicos, a coleta seletiva com geração de trabalho e renda, a coleta e armazenamento do óleo de cozinha e diversas ações de conscientização para o uso responsável e sustentável das águas e da valorização de todos os seres da natureza, sejam as plantas, os animais ou o solo. Temos um projeto elaborado para instalação de placas de captação de energia solar, que além dos benefícios ambientais que gera para a natureza, terá um grande impacto econômico para a comunidade.

Estamos buscando conhecimentos de sistema de educação que vise a integração do ser humano em ser sustentável, que valorize a vida em comunidade e respeite os direitos da natureza e das futuras gerações.

Ousamos a entender o conceito do “Bem Viver” para que nossa comunidade seja repleta de plena felicidade, do saber conviver em harmonia e equilíbrio, onde as diferenças sejam respeitadas e a solidariedade seja o pilar de sustentação de nossas vidas.

A sua participação com ideias, sugestões, sempre de forma cooperativa, com certeza garantirá uma vida comunitária prazeirosa, organizada e com a contribuição participativa de todos e todas. Contamos com você!

Eduardo Cardoso, Coordenador do MSTL, graduado em Ciências Biológicas.

 

* Você já ouviu falar na doutrina do Bem Viver?

Conheça um pouco desse modo de pensar dos povos originários e ancestrais

Bem Viver MSTLO Bem Viver é um modo de se pensar a organização de uma sociedade ou de uma comunidade.

Os principais aspectos a serem levados em consideração são a solidariedade, a igualdade de oportunidades, o respeito às diferenças e a garantia de direitos a todos, inclusive à natureza, com o objetivo de garantir um mundo mais justo e igualitário, para o momento e para as futuras gerações.

O principal objetivo é ter uma comunidade em harmonia e equilíbrio, que aprenda a viver em plenitude, física e espiritualmente.

Veja alguns dos princípios básicos do Bem Viver:

• Saber amar e ser amado
• Saber escutar
• Falar bem
• Saber sonhar
• Uso sustentável da água
• Saber dar e receber
• Saber trabalhar
• Saber dançar
• Saber conviver
• Saber meditar.