Nossos Projetos

Em Assembleia, famílias dos Projetos Frei Tito e Nelson Mandela tomam decisões que buscam solucionar dificuldades causadas pelas crises política e econômica

Com a casa cheia, os projetos Frei Tito e Nelson Mandela realizaram suas assembleias, neste domingo, 20 de novembro, às 15h, no Sindicatos dos Metalúrgicos do ABC. No dia em que lembramos da luta do povo negro e de Zumbi dos Palmares, nossas famílias deram mais uma demonstração de unidade, maturidade e disposição para continuar na luta por nossos direitos!

Após três meses sem encontros presenciais, a saudade e a ansiedade por novidades era grande por parte de todos.

Eduardo Cardoso, coordenador do MSTL, após abrir a assembleia com o tradicional momento de oração, iniciou dando notícias sobre as alterações no andamento do processo de liberação dos recursos pela Caixa. Apontou que estão trabalhando em correções de planilhas exigidas pela Caixa e pelo Ministério das Cidades.

O coordenador lembra que a última informação era que haveria a necessidade de uma nova contrapartida por parte das famílias e então explica que os ajustes exigidos fizeram com que as unidades do Projeto Nelson Mandela tivessem seu valor reduzido, não sendo mais necessária a nova contrapartida destas famílias. Eduardo destaca que ainda não houve a aprovação das planilhas pelo Ministério das Cidades. Já, no Projeto Frei Tito, mesmo com as alterações na planilha, não houve redução de valores e se mantém a contrapartida. A explicação para esta diferença está relacionada à infraestrutura necessária para o Projeto Frei Tito, como, por exemplo o tamanho do muro de arrimo que é muito maior neste empreendimento.

Na sequência, Miriam Hermógenes, responsável pela coordenação do Trabalho Social dos projetos, apresentou as dificuldades financeiras vividas pela entidade. Contextualizou que a entidade realizou um planejamento financeiro considerando que a obra seria contratada em 30 meses, ou seja, até abril de 2016, e que após este período a verba reservada ao Trabalho Social iria manter os custos operacionais dos projetos. Porém, em função do cenário político vivido no país, o Governo Federal não realizou o repasse e a obra não foi contratada, apesar de todos os esforços da entidade. Esta situação causou diversas dificuldades de gerenciamento dos projetos, desde o atraso no pagamento do IPTU do terreno e de contas de outros serviços até a dispensa dos funcionários responsáveis pelo encaminhamento administrativo dos projetos. Explicou que estas dificuldades podem acarretar problemas importantes, como no atraso no IPTU, que pode inviabilizar a contratação da obra. A única solução encontrada pela coordenação da entidade foi solicitar uma contribuição solidária no valor de R$ 20,00 mensais que será usada para solucionar, de forma emergencial, algumas das questões apresentadas. Após a discussão do assunto, com abertura do microfone para as famílias se posicionarem contra ou a favor da contribuição solidária, foi colocada em votação e aprovada por ampla maioria. No momento da assinatura da lista de presença, os boletos de novembro, dezembro e janeiro foram entregues para as famílias presentes.

No encerramento, Eduardo informou a data da próxima assembleia e colocou em votação se seria realizada no período da manhã ou da tarde, ficando definido o dia 29 de janeiro às 10h.

Antes de encerrar, se comprometeu ainda, a informar às famílias através dos mecanismos de comunicação da entidade (site, Facebook e WhatsApp) caso ocorra a liberação dos recursos pelo Ministério das Cidades.

E para finalizar o encontro, foram anunciadas pela Miriam as últimas oito famílias aprovadas pela Caixa, concluindo-se assim, o processo de aprovação total das 800 famílias dos projetos.

Conheças as últimas famílias aprovadas:

Projeto Nelson Mandela

Romilda Maria da Silva Júlio

Camila Vital da Silva e Marcos Roberto da Silva Costa

Ivonete Santana e Joel Leite da Silva

Maria Ester da Silva

Projeto Frei Tito

Maria Margarete Barbosa Campos e Francisco das Chagas

Gislaine Santos e Diego de Oliveira Silva Justino

Ruth de Oliveira

Juliana Emanuele Couto de Carvalho e Tiago Emanuel de Almeida

Loraine Campos

 

Clique aqui pra ver mais imagens da assembleia.